O problema não é você, sou eu

Imagem de love, grunge, and hands

Provavelmente você irá achar clichê, mas está tudo bem, quem não adora uma cena de filme, por mais previsível que possa ser, choramos, rimos, suspiros de todas as cenas que já sabemos, sinto em lhe avisar que  ficamos com a parte triste. O drama. O término, mas saberemos lidar com isso. Eu espero.
Não quero mais que você carregue meus fardos, minhas loucuras e insanidades que não compreende, não quero que você se sinta preso a mim, como eu me sinto presa a mim mesma. Eu não posso escapar do meu corpo, mas você pode. Corra pra longe, não se apegue a coisas que você acha que pode mudar, pois você não pode.
Não quero ser sua âncora e lhe afogar, sua algema para essa rotina caótica que é estar comigo. Está tudo bem, de verdade, não vou me importar.  
Vire as costas para mim, finja que nunca me conheceu, vai ser mais fácil, o coração se quebra, mas o tempo vai lhe ajudar. Eu vejo sua expressão de perturbação ao me ver chorar, mas prometo que se for embora não irei, pelo menos, não na sua frente.
Meus pensamentos são confusos se pudesse ouvir, imagino coisas que talvez não vá gostar, não quero assustar você, bom, talvez eu queira, um pouco, para você poder ir embora.
Viva seus sonhos, respire novos ares. É assim que falam não? Não sei ao certo.
As pessoas precisam de motivação, mas, não as gaste comigo.
Sei que não sou inútil, sou eu que pago o salário das psicólogas, o que seria delas sem mim. Talvez eu faça parte então da sociedade, quem compraria os livros de autoajuda, se eu não existisse?  Viu, eu sou de um patamar diferente do seu, é como querer misturar uma plebeia com um príncipe, nunca da certo.
Não quero que você insista em algo que não lhe faz bem, até sua mãe já me chamou de louca, você é muito para mim, ache alguém legal, bacana, que gosto de viajar e não de apenas se lamentar em um canto escuro, faça isso por nos, por mim e por você, faça isso por todos que querem ver você sorrir novamente. 
Me solta, eu não posso mais, eu não consigo.
Está tudo bem, eu entendo. O problema não é você sou eu.

Até a próxima, J.D 

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Ao mesmo tempo é bonito e triste. Eu consegui sentir seus sentimentos ao ler seu texto. Eu sei como é sentir essas coisas, o pior é que nos dois lados os dois se machucam, e o lado que mais se machuca obviamente é o nosso, por querer que aquela pessoa se afaste de você para ela ser feliz , mas ao mesmo tempo você quer que ela seja feliz com você. Eu me identifiquei muito com seu texto , mas calma moça, saia dos lugares escuros, saia para fora, corra e olhe para o céu, dias melhores virão. Tenha FÉ. E se você não tiver FÉ, eu tenho por você.

    Um grande abraço, beijos!!
    http://hellencassia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Profundo e melancólico, é como se a pessoa não consegue ser feliz consigo mesma e tem medo de ferir os sentimentos alheios, já senti algo assim e machuca. E eu só consegui air deste pensamento triste quando passei a confiar mais em mim, me amei primeiro para depois permitir que outra pessoa tbm fizesse o mesmo. Beijos

    Charme-se

    ResponderExcluir
  3. Que texto e que profundidade, amo textos assim. Parabéns! <3

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Oie Ju =)

    Conforme fui lendo o seu texto, consegui sentir tudo o que você sentiu e quis passar através dele.

    É aquele tipo de tristeza bonita, sabe?

    Parabéns!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir